Setor de saúde avança 6,5% no primeiro semestre

O setor de equipamentos e produtos para a saúde cresceu 6,5% no primeiro semestre em relação a igual período de 2012. As vendas também apresentaram alta, com aumento de 8,6% de janeiro a junho.

O setor de equipamentos e produtos para a saúde cresceu 6,5% no primeiro semestre em relação a igual período de 2012. As vendas também apresentaram alta, com aumento de 8,6% de janeiro a junho. Os dados fazem parte de balanço realizado pela consultoria Websetorial para a Associação Brasileira da Indústria de Alta Tecnologia de Equipamentos, Produtos e Suprimentos Médico-Hospitalares (Abimed).
Segundo o presidente executivo da Abimed, Carlos Goulart, o crescimento no primeiro semestre foi impulsionado principalmente pela demanda reprimida de produtos para a saúde existente no País, causada por fatores como envelhecimento da população, aumento da expectativa de vida e ascensão das classes C e D.
O setor vem registrando crescimento contínuo nos últimos anos e a expectativa é que a tendência verificada de janeiro a junho se repita também no segundo semestre do ano, diz o representante da indústria. "As manifestações populares e as pesquisas de opinião comprovam que saúde ainda é um grande desafio para o País. O Brasil enfrenta falta de leitos, de médicos, de equipamentos e, sobretudo, a má distribuição dessa infraestrutura entre os estados", avalia.
O crescimento no primeiro semestre promoveu a abertura de 3,5 mil postos de trabalho nas atividades industriais e comerciais do setor - 6,3% acima do índice verificado no primeiro semestre do ano passado. O setor de produtos para a saúde responde por 0,6% do PIB nacional e congrega 13 mil empresas, com faturamento de US$ 9 bilhões em 2012.